24 de junho de 2018

Ariana Em Dois Atos

Bed (feat. Ariana Grande)
Nicki Minaj

Dance to This (feat. Ariana Grande)
Troye Sivan

O ano vai se desenhado para que um dos nomes femininos mais importantes seja o da Ariana Grande. Preparando o lançamento do seu quarto álbum, a cantora está presente em duas canções lançadas recentemente: Bed da Nicki Minaj e Dance to This do Troye Sivan.

Quarta parceria de Ariana com a Nicki, Bed é uma surpreendente mudaça de ares para a rapper que veio apostando em um hip hop minimalista e direto para os primeiros single do seu álbum Queen. Na nova canção, a sonoridade é bem puxad para um sensual e cadenciado pop/R&B que combina perfeitamente com a letra safadinha, lembrando canções do seu começo de carreira como, por exemplo, Right Thru MeYour Love. Entregando uma performance segura, Nicki domina a canção sem maiores problemas e a mesma se aproveita dos languidos vocais de Ariana no refrão. O problema da canção é a sua linearidade, faltando aquela explosão final que poderia dar um up para a canção. Mesmo assim, Bed ainda é um trabalho melhor que a parceria de Ariana com o Troye Sivan.

Infelizmente, a união dos dois melhores jovens artistas pop da atualidade fica devendo em muito o que era esperado. Não é ruim, pois Dance to This é um certeiro dance pop/R&B com toques gostosos de indie pop que cria uma batida diferente e bem vinda. Todavia, Dance to This parece inacabada, ou melhor, abaixo do talento de Troye e Ariana. Sabe aquela canção que tem cara, jeito e pegada de um bom filler? Então, essa é a sensação de Dance to This. Além disso, apesar de aparecer mais que em Bed, Ariana não entrega uma performance que dê razão para a sua presença na canção, podendo ter sido feito por qualquer boa cantora pop. Acredito que o maior problema é a o seu refrão que não conquista facilmente. De qualquer forma, Dance to This é uma canção pop feita para agradar quem não curte o atual mainstream e isso é algo aproveitável. Poderia ser melhor, mas está valendo. Aguardemos os próximos atos de dona Ariana Grande.
nota
Bed: 7
Dance to This: 6,5

23 de junho de 2018

Bom/Chato

Fica Tudo Bem
Silva & Anitta

Não Esqueço
Niara & Pabllo Vittar

Gostando ou não, a Anitta e a Pabllo Vittar são os dois maiores nomes do atual mainstream da música brasileira. E assim como qualquer outro grande nome, ambas cantoras estão expandindo o seu alcance com o público ao fazer parcerias com artistas de outros nichos. De um lado tem a Anira com o cantor Silva e do outro tem Pabllo com o projeto Niara em Não Esqueço. Infelizmente, para uma delas a parceria não é tão feliz como poderia ser.

Fica Tudo Bem é uma melódica, acústica, fofa e linear pop/MPB que tem um grande defeito: ser chatíssima. A intenção por trás é uma graça e deve funcionar para ouvidos menos exigentes, mas, sinceramente, a canção é tão esquecível que fica até difícil de lembrar os seus versos após ouvir. Não que a canção seja exatamente ruim. Longe disso, pois os vocais contidos de Silva e de Anitta combinam e dão um ar diferente para o currículo da poderosa. Isso não quer dizer que Fica Tudo Bem consiga ser melhor que uma jam session que recebeu tratamento de single. Talvez uma instrumentalização mais substancial do que a base de violão poderia ajudar a melhor a canção, ainda mais que a melodia é até boazinha. Mesmo assim, Fica Tudo Bem é tão insonsa como chuchu sem tempero. Bem mais temperada e, obviamente, gostava fica a boa Não Esqueço.

Projeto "artístico", o Niara lançou o primeiro single, mostrando que pode existir algo de bom para o futuro. Não Esqueço é uma sensual e cadenciada MPB com toques de pop e R&B que consegue ter personalidade e, principalmente, uma produção refinada e encorpada. Bem direcionada, Pabllo Vittar entrega a sua melhor performance vocal desde que começou a carreira, revelando que consegue dar cores para o seu tão criticado timbre agudo. Além disso, a sua presença é um contraste interessante para a voz masculina na canção, criando uma atmosfera sutil de tensão sexual que é bem vinda para o resultado final de Não Esqueço. Claro, como primeiro single de um novo artista ainda é cedo para dizer qual é a do Niara e a canção poderia ter uma produção mais refinada. Felizmente, o resultado é bem positivo e a presença da Pabllo Vittar é um desses motivos.
notas
Fica Tudo Bem: 5,5
Não Esqueço: 7,5

21 de junho de 2018

2 Por 1 - James Arthur

You Deserve Better
At My Weakest
James Arthur

Depois de ser um dos poucos a escapar a maldição do vencedor(a) de um reality musical ao voltar a fazer sucesso com Say You Won't Let Go, o britânico James Arthur prepara o novo capitulo da sua carreira ao lançar dois novos singles de uma vez só: You Deserve Better e At My Weakest.

A primeira característica que podemos notar em relação as duas canções é a distinção sonora que as separam, mas ambas com boas qualidades. De um lado You Deserve Better com a sua sonoridade pop rock/dance pop e do outro a melancólica balada pop At My Weakest. A primeira é levemente melhor, pois a produção do TMS dá para James uma sonoridade que o cantor ainda não tinha explorado na carreira, mas sem perder a sua personalidade. Com um arranjo interessante do começo ao fim, You Deserve Better é uma candidata forte para ser o tipo de sucesso surpresa do ano. Enquanto isso, At My Weakest, também produzida por TMS, segue um caminho mais tradicional com uma instrumentalização bem feita e redondinha para uma balada pop. Não tem a mesma refrescância e surpresa que a outra canção, mas tem a presença forte e distinta dos vocais do cantor que dá profundidade única para as suas canções. Além disso, ambas tem letras competentes, bem escritas e com temáticas interessantes, sendo You Deserve Better sobre perceber que talvez você não seja a melhor pessoa para amar a quem se ama e At My Weakest sobre mostrar vulnerabilidade e finalmente aceita a ajuda de quem se ama. Boas músicas para um artista que conseguiu reencontrar o seu caminho.
notas
You Deserve Better: 7,5
At My Weakest: 7

20 de junho de 2018

Latão

Flames
David Guetta & Sia

Chegando a incrível marca de sexta colaboração, David Guetta e a Sia lançaram a canção Flames, mostrando que a parceria começa a mostrar certo desgaste.

A produção é acerta, pois cria algo diferente para a parceria de Sia e David ao ser uma clean e contagiosa pop/electro pop com toques de R&B. Entretanto, a canção não consegue se sustentar plenamente ao longo da sua duração, resultado em uma batida arrastada e enfraquecida da sua metade para o final. Sia segura bem a canção, mas sem muito o que fazer vocalmente já que Flames não tem espaço ao ser uma canção bem linear e redondinha demais, passando longe do impacto de uma Titanium. Quem sabe a próxima parceria os dois artistas não reencontrem o toque de Midas.
nota: 6

18 de junho de 2018

Tá Indo, Charli!

5 in the Morning
Charli XCX

Parece que finalmente a Charli XCX embarcou em uma corrente criativa constante. Depois de lançar o ótimo mixtape Pop 2 chegou a vez do single 5 in the Morning.

Provavelmente, 5 in the Morning é uma das canções que deve estar no seu tão aguardado terceiro álbum, mas ainda não foi confirmado nenhuma informação oficial. De qualquer forma, estando ou não, o single é um intrigante electropop com fortes e pertinentes toques de hip hop, criando uma sonoridade diferente, sombria e diferente dos últimos trabalhos que podem estar no álbum como Boys After the Afterparty. Falando sobre as invejosas de plantão, 5 in the Morning tem uma boa composição, mas faltou aquele toque de ouro para elevar as boas ideias em algo acima da média. Felizmente, a canção funciona bem, mostrando que finalmente Charli XCX engrenou de vez depois de alguns tropeços
nota: 7